Política

Para Traiano, o momento é oportuno para reabertura da Estrada do Colono

O presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB) manifestou dia  (6), durante reunião da Frente Parlamentar pela Reabertura da Estrada-Parque Caminho do Colono, composta por 24 deputados, sua convicção de que o novo quadro político brasileiro é favorável para tornar realidade uma demanda histórica do Oeste e do Sudoeste do Paraná – a reabertura da Estrada do Colono. Traiano deixou claro seu apoio a causa e seu otimismo com as perspectivas atuais de que essa batalha, que mobiliza importantes setores do Paraná, seja agora vitoriosa.

“Dou meu apoio integral a reabertura da Estrada do Colono. Acho que o momento é oportuno. Existe um sentimento diferente, do governo federal com relação a questão ambiental, que nos abre a possibilidade de sonhar com uma estrada-parque, com todas as cautelas ambientais necessárias, entre Capanema, Serranópolis do Iguaçu e Medianeira. Essa estrada será uma importantíssima conquista para todo Oeste e Sudoeste e, também, para todo o Paraná que se beneficiará com um grande incremento no turismo, gerando emprego e renda”.

Para Traiano, o movimento pela abertura da Estrada do Colono já obteve importantes vitórias no Senado, onde sua tramitação está avançada. Mas é preciso ampliar ainda mais o leque de apoios. “Precisamos atrair o apoio e o engajamento do governador Ratinho Junior. Porque agora, afastada a questão ideológica, e o radicalismo ambiental, a reabertura da Estrada do Colono se tornou uma possibilidade real”.

“Conheço a estrada desde os anos 1980, quando fui prefeito de Santo Antônio do Sudoeste. O fechamento dela causou grande clamor do povo da região pela reabertura. A possibilidade de tratar deste assunto é muito oportuna, apesar de não ser fácil de ser equacionado. É preciso uma leitura completa, tanto econômica quanto ecológica, para levar o projeto adiante”, acrescentou.

A Estrada do Colono, com 17,8 quilômetros, foi aberta na década de 20 do Século passado, e tem uma trajetória conturbada. Apesar de crucial para a economia do Oeste e Sudoeste do Paraná (ela diminuiu de mais de 100 quilômetros a distância entre Capanema e Medianeira), foi fechada pela primeira vez em 1986, por pressão de ambientalistas. Reaberta à força em 1997 pela população, acabou fechada ‘definitivamente’ em 2003.

O jogo pode virar agora. A criação no Paraná da “Estrada-Parque Caminho do Colono no Parque Nacional do Iguaçu”, prevista em projeto de lei [PL 61/2013], avança no Senado. No último dia 10 de julho, o relator do PL na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado, Elmano Férrer (PODE-PI), deu um parecer favorável ao texto, que é de autoria do ex-deputado federal Assis do Couto (PDT-PR) e foi resgatado no início do ano pelo senador Alvaro Dias (PODE-PR).

A reunião da Frente Parlamentar teve a participação dos deputados Nélson Luersen (PDT), Marcel Micheletto (PR), Reichenbach (PSC), Coronel Lee (PSL), Delegado Recalcatti (PSD), Anibelli Neto (MDB), Paulo Litro (PSDB), Marcio Pacheco (PDT) e Luciana Rafagnin (PT). Audiências públicas da Frente Parlamentar estão programadas para os próximos dias 15 16 de agosto, em Capanema e Medianeira.