Sociedade

Patrimônio Natural da Humanidade, Parque Nacional do Iguaçu completa 82 anos

O Parque Nacional do Iguaçu completa 82 anos neste domingo (10). A unidade, localizada em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, terá uma festa simbólica por causa da pandemia do novo coronavírus, mas receberá visitantes.

A criação do parque aconteceu no dia 10 de janeiro de 1939 por meio de um decreto do presidente Getúlio Vargas. Já em 1986, a unidade de conservação recebeu o título de Patrimônio Natural da Humanidade.

O principal atrativo do parque são as Cataratas do Iguaçu, consideradas uma das sete maravilhas da natureza desde 2011.

A unidade de conservação é um dos principais destinos turísticos do Brasil. O parque conta com uma área de 185 mil hectares de Mata Atlântica que abriga diversas espécies de plantas e animais, como a onça-pintada.

Impacto da pandemia

Após bater recorde de visitantes em 2019, com mais de 2 milhões de turistas, o Parque Nacional do Iguaçu registrou queda no número de visitas em 2020 por causa da pandemia.

No último ano, 658 mil pessoas passaram pelo parque. Além disso, a unidade precisou ser fechada por duas vezes.

O parque fechou pela primeira vez no dia 18 de março e reabriu em 10 de junho, no aniversário da cidade de Foz do Iguaçu.

Menos de um mês depois, em 1º de julho, a unidade fechou pela segunda vez e reabriu no dia 4 de agosto, estando aberta desde então.

Desde 1939, essa foi a primeira vez que o parque ficou tanto tempo sem receber visitantes, segundo a direção do parque.

Como visitar?

O Parque Nacional do Iguaçu abre diariamente, das 8h às 16h. Por causa da pandemia, os ingressos estão sendo vendidos exclusivamente pela internet e com horário marcado para visita.

A direção da unidade também criou um protocolo de segurança sanitária. Há capacidade limitada de 525 pessoas por hora.

Fonte G1 RPC