Policial

Ruralista condenado por matar policial federal volta para a prisão em Cascavel

Alessandro Meneghel estava em prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica; ele cumpre pena de mais de 29 anos. A defesa do ruralista não quis se manifestar.

O ruralista Alessandro Meneghel, condenado pela morte de um policial federal, voltou para a prisão na tarde desta sexta-feira (4), em Cascavel, no oeste do Paraná. O mandado foi cumprido pelas polícias Civil e Federal, por volta das 17h.

Ele cumpria prisão domiciliar, com uso de tornozeleira eletrônica, enquanto aguardava o resultado de um recurso sobre a condenação. A decisão para que ele voltasse para a cadeia foi da 2ª Câmara do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

A defesa de Meneghel não quis se manifestar.

O crime aconteceu em abril de 2012. O policial federal Alexandre Drummond Barbosa foi morto a tiros em frente a uma casa noturna depois de uma discussão com o ruralista.

O ruralista foi condenado a 34 anos e seis meses de prisão, em fevereiro de 2017. A pena dele foi reduzida pelo TJ-PR para 29 anos e um mês, em fevereiro deste ano.

Meneghel passou a cumprir prisão domiciliar em 2016 para cuidar da mãe em um tratamento contra um câncer. O benefício chegou a ser revogado pelo descumprimento de regras, porém foi novamente concedido em 2017.