Sociedade

CAPANEMA CONQUISTA SELO DE QUALIDADE GEOGRÁFICA PARA O MELADO

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) concedeu, em dezembro, a indicação geográfica (IG) para o produto. Agora, com o melado de Capanema, Paraná passa a contar com oito produtos reconhecidos nacionalmente.

IGs PARANAENSES – O Paraná conta atualmente com oito produtos com Indicação Geográfica reconhecida. Além do melado de Capanema, cujo processo contou com a colaboração integral do Sebrae-PR, também receberam destaque do INPI a erva-mate de São Mateus do Sul; o café do Norte Pioneiro; a goiaba de Carlópolis, o queijo colonial de Witmarsun; as uvas finas de Marialva; e o mel de Ortigueira e também da Região Oeste.
E, ao que tudo indica, Capanema pode ganhar um novo selo de certificação nos próximos meses. O açúcar mascavo produzido na cidade está passando por detalhes para também ser reconhecido pelo Inpi.
“Isso é mais renda para o produtor. O IG também ajuda a trazer mais gente ao nosso Sudoeste, mostrando que só aqui em Capanema tem esse produto”, afirmou Fernando Martini, presidente da Associação Doce Iguassu. A entidade foi responsável por dar entrada no processo que terminou com a conquista da Indicação Geográfica.
Outras produções no Estado também estão em processo de certificação: a bala de banana de Antonina, a cachaça de Morretes, e o barreado e a farinha de mandioca, tradicionais no Litoral do Paraná.
  
O que é a Indicação Geográfica?
 
A Indicação Geográfica (IG) nada mais é do que a identificação que dá origem a um produto ou serviço. Após conquistado, somente os produtores e prestadores de serviços da região (em geral, organizados em entidades representativas) podem utilizar o selo.
As indicações são divididas em dois tipos: as de denominação de origem reconhecem o nome de um país, cidade ou região cujo produto ou serviço tem certas características específicas graças a seu meio geográfico, incluídos fatores naturais e humanos.
Já a indicação de procedência se refere ao nome de um país, cidade ou região conhecido como centro de extração, produção ou fabricação de determinado produto ou de prestação de determinado serviço.
  
Capanema quer ampliar visitas de turistas
 
A prefeitura de Capanema quer usar a Indicação Geográfica (IG) do melado como propaganda da cidade. A ideia, contou o prefeito do município, Américo Bellé, é tornar Capanema mais conhecida, atraindo turistas para conhecer as belezas naturais da cidade.
Bellé explicou que o município é vizinho do Rio Iguaçu e do Parque Nacional do Iguaçu, palco para o turismo de aventura. “Fomos agraciados pela natureza. Parece agora que o mundo está de olho em Capanema”, disse. “É uma grande propaganda do município”, acrescentou.
Outro ponto de união entre o melado e turismo é a feira do produto que acontece a cada dois anos na cidade. A 21ª edição ocorre neste ano, entre os dias 12 e 16 de agosto. “A feira é uma das maiores da região e o melado o nosso diferencial”, afirmou Raquel Belchior Szimanski, secretária de Agricultura e Meio Ambiente do município.