Esportes

Federação Paulista de Basquete dá camisinha como prêmio por título

Mais treinos e menos filhos?

 

Os atletas que disputaram o torneio de 3×3 da Federação Paulista de Basquete (FPB) no dia (30) à noite, em São Paulo, esperavam receber premiação de até R$ 500 por equipe. Ao menos era isso que havia prometido a entidade. Quando os campeões abriram os envelopes gordos, porém, encontraram algumas notas de R$ 5 e diversas camisinhas.

Responsável pelo time vencedor do feminino, Sheila Gouvêa contou que seu time foi convidado ontem mesmo para o torneio com a promessa de premiação em troféus, medalhas e dinheiro, sendo R$ 500 para o campeão. "Pensando nisso, vimos a oportunidade da entrada de uma grana para pagamento das taxas dos times. Ao final do evento, fomos receber premiação, para minha surpresa, ao abrir o envelope, havia somente 100 reais em notas de 5 e 12 camisinhas. Não entendi a premiação e fui questionar a responsável que nos convidou. Ela informou que o valor de R$ 500 era para ser dividido entre as equipes. No mesmo momento o masculino recebeu o prêmio e teve a mesma surpresa."

A informação foi confirmada pela FPB, em nota. "A federação, com o apoio da Secretaria de Municipal de Esportes (SEME), realizou a etapa de ontem (quarta), a qual (sic) ocorreram limitações e adequações em razão do tempo e espaço, visando atender a todos os inscritos. Quanto à questão financeira, acompanhados (sic) de preservativos, foi uma iniciativa do diretor visando abrilhantar ainda mais as premiações", explicou a entidade....

"Me sinto desrespeitada por ter sido enganada em relação ao prêmio. Você não pode sair de casa para fazer algo e voltar com a sensação de ter sido enganada", reclamou. Segundo ela, uma jogadora da equipe torceu o tornozelo e precisou sair do torneio direto para o hospital. No fim, o dinheiro seria gasto no tratamento.

A federação diz que a iniciativa do diretor Braz Haro "deve ser elogiada" e vista com "bons olhos"" porque ele "retirou do próprio bolso a remuneração aos vencedores, acoplando ainda a campanha de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis". "Para aqueles que não entenderam o direcionamento da campanha, pedimos nossas escusas e agradecemos pelas críticas recebidas, pois somente assim podemos aperfeiçoar e melhorar as próximas etapas", escreveu a FPB.

 

Fonte: Demétrio Vecchioli (olhar olímpico)